O Cósmico Sabe O Que Faz

As pessoas de nervos sólidos não saboreiam certas volúpias sutis. Criam um muro denso entre sua alma e o mundo. Como se pudessem se reconciliar com sua mente devastadora criam um preceito de conforto dentro de suas realidades frias. O mais absurdo de todos os absurdos. Deixam de viver para respirar mecanicamente, num tempo linear e frágil, regido por lembranças fúnebres e anseios indizíveis. Sequer consideram tomar consciência de todas as possibilidades, um mundo reduzido ao simplismo corriqueiro.

Nenhuma dessas muralhas permite salvação, o caminho da escuridão é revestido com coloridos adornos falsos. As muralhas enfeitadas criam a ilusão perfeita, parece que andando entre grandes paredes é possível satisfazer um ego inquieto, entretendo-o com volúpias e negando a existência da barreira, o ser habitual é mais um, senão for menos um. Parece que está aqui para nada, e o conformismo ligeiro suga a essência ao abismo. Pois isso é mesmo uma farsa, senão uma falcatrua, enganando a si próprio e alguém mais ao seu redor. Mas o Cósmico sabe o que faz. Pois tudo está em ordem e sagrada harmonia. Tudo que está embaixo está em cima.

Por mais tortuosos que pareçam, os caminhos estão alinhados a um só destino. Malgrado essa ignorância, sofremos. Porque criamos muros e não pontes, sofremos. Mas sofremos em sagrada harmonia pois tudo está conforme o que deve ser. Tanto mais separamos, tanto menos compreendemos a divina essência de Tudo que está contida em nós. Unimo-nos, somos Um.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s